Início Esporte Violência contra professores é tema de campanha lançada pela Unicesumar

Violência contra professores é tema de campanha lançada pela Unicesumar

VÁLIDO SOMENTE PARA CURITIBA

– “Vou dar uma advertência no meio da sua cara”.

– “Vou botar fogo em você se passar mais tarefa”.

Estas são frases reais, ditas por adolescentes reais, em salas de aula reais e que provocam reflexões sobre a violência contra professores em todo o Brasil. Elas são apenas uma amostra do desrespeito ao professor e contribuem para índices cada vez maiores de abandono da profissão.

Para reverter esta realidade e fomentar a valorização dos professores, a Unicesumar, um dos dez maiores grupos privados de educação do Brasil, criou a campanha “Heróis da Educação” e está oferecendo cinco diferentes cursos livres gratuitos, além de bolsas de até 50% em cursos de graduação e pós-graduação para professores. A partir desta terça-feira (15) e até o dia 30 de outubro, qualquer professor poderá fazer sua inscrição por meio do site heroisdaeducacao.com.br.

O público-alvo da campanha são os atuais e futuros professores, mas seu objetivo é o de provocar uma reflexão em toda a sociedade sobre a desvalorização desses profissionais. “Como instituição de ensino e formadora de professores, entendemos ser essencial disponibilizar opções que estimulem a capacitação e a permanência nesta nobre profissão. Afinal, são eles os responsáveis por formar todos os profissionais do futuro e, sendo assim, merecem todo o respeito”, explica Janes Fidélis Tomelin, pró-reitor de Educação a Distância da Unicesumar.

Os cursos livres ofertados gratuitamente são “Adolescência e suas características psicossociais”, “Afetividade no ambiente escolar e familiar”, “Libras”, “Neurodidática” e “O Pedagogo e suas competências”. Os cursos possuem 40 horas aulas e são certificados pela Unicesumar.

A campanha “Heróis da Educação” reconhece e coloca os professores como atores fundamentais para a transformação de um país. Por meio da reflexão, a Unicesumar homenageia estes profissionais que, mesmo diante do pior cenário, ainda insistem em seguir por este caminho. A ação também é uma crítica à cultura brasileira da falta de respeito ao professor em sala de aula.  E a homenagem vem em forma de incentivo: a capacitação para reconhecer todo o esforço e motivá-los a seguir, sempre, em frente.

Tiago Stachon, diretor-executivo de Marketing da EAD Unicesumar, explica que existe uma verdade sobre o trabalho do professor: o conhecimento que ele repassa em sala de aula não acaba ali. “Valorizar um professor é reconhecer que o trabalho que ele faz ultrapassa os limites da sala de aula e está presente nas conquistas do futuro médico, advogado, bombeiro, arquiteto e tudo aquilo que o estudante quiser ser”, destaca.

Must Read

Menina de 11 anos grávida após ser estuprada consegue fazer aborto legal

A menina de 11 anos, que teve o direito ao aborto legal negado em Santa Catarina, conseguiu realizar o procedimento nesta quarta-feira...

Guito lembra 1° encontro com Almir Sater: “Vinte minutos sem falar”

Guito, ator de Pantanal, participou do programa Encontro com Fátima Bernardes nesta quinta-feira (23/6) e comentou a relação com Almir Sater, de quem é fã....

Milton Ribeiro e pastores passam por audiência de custódia nesta 5ª

Os presos durante a Operação Acesso Pago, da Polícia Federal, passarão por audiência de custódia nesta quinta-feira (23/6). O ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, de São...

Pai de Anitta é internado novamente por causa de Covid-19 após câncer e AVC

O pai de Anitta, Mauro Machado, está internado novamente após testar positivo para Covid-19. O empresário voltou ao hospital, dias depois de ter tido alta devido...

Mônica Martelli é internada em Porto Alegre

Mônica Martelli foi internada na Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre após se apresentar na cidade, no último sábado (18/6). A informação foi...