Início Esporte Tailândia e a prática de futebol em Arcozelo vencem competição do DocLisboa

Tailândia e a prática de futebol em Arcozelo vencem competição do DocLisboa

Lisboa, 27 out 2019 (Lusa) — Os filmes “Santikhiri”, do tailandês Thunska Pansittivorakul, e “Viveiro”, do português Pedro Filipe Marques, filmado em Arcozelo, venceram os principais prémios do DocLisboa, anunciou esta noite o festival internacional de cinema documental.

“Santikhiri/Sonata” venceu o Grande Prémio da Competição Internacional — Grande Prémio Cidade de Lisboa para Melhor Filme de Competição Internacional — e “Viveiro”, de Pedro Filipe Marques, conquistou o Prémio DocLisboa para Melhor Filme da Competição portuguesa, de acordo com o palmarés atribuído no sábado à noite, em Lisboa.

O Prémio do Júri da Competição Internacional (Prémio Sociedade Portuguesa de Autores) distinguiu o filme “Just Don’t Think I’ll Scream”, de Frank Beauvais, tendo sido atribuída uma Menção Especial à obra “Um Filme de Verão”, de Jo Serfaty.

O Prémio do Júri da Competição Portuguesa foi para “Cerro dos Pios”, de Miguel de Jesus.

“Santikhiri/Sonata” recorda a chegada ao poder do general Prem, nos anos de 1980, na Tailândia, quando todos os males — “drogas, comunismo, corrupção, tráfico humano e apátridas” — foram suprimidos do discurso oficial e a televisão estatal se encheu de propaganda. “Santikhiri” significa “colina da paz”, onde o filme foi rodado.

“Viveiro” fala daqueles que cuidam do campo de futebol de Arcozelo e que, de “domingo a domingo”, cuidam do relvado, da roupa (e das peúgas) dos meninos que aí jogam.

Há um ano, este filme de Pedro Filipe Marques conquistou a bolsa de apoio à pós-produção, na secção First Look do Festival Internacional de Locarno, na Suíça.

Na Competição Transversal, o Prémio Revelação para Melhor Primeira Longa-Metragem foi para “Serpentário”, de Carlos Conceição, realizador que já teve as suas curtas-metragens “Coelho Mau” (2017) e “Boa Noite, Cinderela” (2014) selecionadas para a Semana da Crítica do festival de Cannes.

Nesta Competição Transversal, que atravessa diferentes secções do festival, o prémio de Melhor Curta-Metragem foi para “Tribute to Judas”, de Manel Raga Raga.

O vencedor deste prémio “será pré-nomeado para o Óscar de Melhor Documentário de Curta- Metragem”, uma vez que o DocLisboa “foi selecionado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas para a pré nomeação de candidatos aos Óscares, tornando-se o único festival português que faz parte da rede de festivais qualificados pela Academia”, lê-se no comunicado do festival, hoje divulgado.

Ainda na Competição Transversal, o Prémio Prática, Tradição e Património foi para “O Último Sonho”, de Alberto Alvares, e o Prémio Escolas, para “Três Perdidos Fazem um Encontrado”, de Atsushi Kuwayama.

O Prémio Fernando Lopes – Midas Filmes e DocLisboa, para Melhor Primeiro Filme Português distinguiu “Rio Torto”, de Mário Veloso, que também recebeu o Prémio de Melhor Filme Português, na Competição Verdes Anos.

Esta competição, que distingue novos valores no cinema, deu o prémio de Melhor Filme a “A Family Tale”, de Natalia Ciepiel, e Prémio Especial do Júri, a “The Rex Will Sail In”, de Josip Lukic. Uma Menção Especial foi para “Simulacro”, de Duarte Maltez.

Na secção Arché, de apoio a projetos em fase de produção, foram distinguidos “O Lugar Mais Seguro do Mundo”, de Aline Lata e Helena Wolfenson, com o Prémio RTP para Melhor Projeto em fase de pós-produção, e “Babado”, de Camila Freitas e João Vieira Torres, com o Prémio [Universidade] Nova/Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, para Melhor Projeto.

Nesta secção foi ainda atribuída uma Menção Especial a “La Memoria de las Mariposas”, de Tatiana Fuentes Sadowski, que também recebeu o Prémio Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas dos Açores para Melhor Projeto em Fase de Escrita.

O Prémio do Público foi para o documentário “Zé Pedro Rock’n’Roll”, sobre o guitarrista dos Xutos & Pontapés, dirigido por Diogo Varela Silva.

O júri da Competição Internacional contou com o cineasta-norte-americano Billy Woodberry, o assistente de realização Carlos Almeida, o coreógrafo Jérôme Bel, o professor de cinema Juliano Gomes, a atriz e quadro do Instituto do Cinema e Audiovisual Leonor Silveira e a cineasta de origem iraniana Mania Akbari.

Nas competições Portuguesa e de Curtas-Metragens, o júri foi composto pelos realizadores Daniel Hui e Ghassan Salhab e pela escritora e professora Golgona Anghel.

No Prémio Fernando Lopes, o júri contou com a diretora-adjunta da RTP1 e RTP Internacional Alice Milheiro, a realizadora Margarida Cardoso e com a investigadora, fundadora do Alvalade Cineclube (e neta de Fernando Lopes) Sofia Lopes Machaqueiro.

ARA/MAG // MAG

Lusa/Fim

Ministério Público acusou 21 pessoas no âmbito do Processo Éter

O Ministério Público acusou 21 pessoas singulares e oito coletivas, entre as quais o ex-presidente do Turismo do Porto e Norte, de crimes de participação económica em negócio, corrupção, peculato, recebimento indevido de vantagem, abuso de poder e falsificação.

“As escolas não são campos de batalha”, garante associação de diretores

Os diretores garantem que as agressões a professores e funcionários são casos isolados e que a imagem das escolas como “campos de batalha” está errada e longe do que se passa nos mais de cinco mil estabelecimentos de ensino do país.

Relógios atrasam uma hora na madrugada de domingo

Portugal vai atrasar os relógios uma hora na madrugada de domingo, dando início ao horário de inverno, conforme indica o ‘site’ do Observatório Astronómico de Lisboa (OAL).

Assalto acaba com jovem esfaqueado na ponte D. Luís no Porto

Propriedade de empresas de transporte coletivo passa para Áreas Metropolitanas

Colisão automóvel provoca três feridos na A3 na zona de Águas Santas

David Justino diz que todos os sociais democratas têm que estar diponíveis para serem candidatos nas Autárquicas

Ministério Público acusou 21 pessoas no âmbito do Processo Éter

Must Read

Maíra Cardi se pronuncia após PA recusar presente: “Ego bobo”

Nesta sexta-feira (13), a influenciadora Maíra Cardi, de 38 anos, retornou ao Instagram após o seu afastamento, e falou sobre a polêmica com Paulo...

Michelle Barros anuncia saída da Globo: “Aberta ao que vier!”

A jornalista Michelle Barros (42) anunciou sua saída da emissora Globo. Ela integrava a equipe de profissionais em São Paulo e já apresentou diversos...

Pastor morre após ser atingido por bala perdida

Uma troca de tiros envolvendo três criminosos, na noite desta quinta-feira (12), culminou na morte de um pastor evangélico. O caso aconteceu...

Brasiliense Vivi Araújo volta a lutar no UFC neste sábado

Há um ano, a brasiliense Vivi Araújo deixava o octógono do UFC com uma derrota para Katlyn Chookagian, na luta mais dura que fez na organização...

Celular no trânsito: 675 motoristas são multados por dia

A Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet) divulgou um estudo mostrando que, a cada uma hora, são registradas 28 infrações de...