Início Esporte Suspeito por óleo, navio fantasma 'dribla' radares - Época NEGÓCIOS

Suspeito por óleo, navio fantasma ‘dribla’ radares – Época NEGÓCIOS

Apontada como uma hipótese para o derramamento de óleo nas praias do Nordeste, a circulação de navios fantasmas petroleiros pelo Atlântico pode ser motivada pelas sanções econômicas dos Estados Unidos à Venezuela, segundo especialistas. Análises sobre a mancha de poluição, que atinge 156 localidades de 71 municípios, já indicaram que a substância achada nas praias tem “assinatura” venezuelana, mas a origem do poluente ainda é desconhecida.

Os chamados navios fantasmas do século 21 não são embarcações mal-assombradas, mas aquelas que procuram navegar sem registro oficial. Para isso, trocam de nome e até desligam o transponder. O aparelho, obrigatório em todas as embarcações, registra a localização em tempo real de cada navio.

+ Estados nordestinos correm para evitar impacto das manchas de petróleo no turismo

“Historicamente, parte do petróleo produzido sempre foi comercializado por canais não oficiais”, explica o economista Edmar Almeida, da Universidade Federal do Rio (UFRJ). “Tanto é que nas estatísticas do petróleo há diferença entre o que é declarado como produção e o que é declarado como consumo.” Segundo ele, isso pode ocorrer por várias razões, como roubo e tráfico de combustível, guerras e conflitos internacionais ou sanções econômicas.

+ Seca no Chile: animais morrem de fome em meio à pior crise de água em 50 anos

Coordenador do Grupo de Análise da Conjuntura Internacional da Universidade de São Paulo (USP), Alberto Pfeifer diz que as sanções americanas à Venezuela e a países que comercializem com ela “podem estar estimulando a marginalidade”. Os navios fantasmas costumam usar rotas menos conhecidas. Com isso, ficam mais vulneráveis a contratempos. Um eventual derramamento de óleo pode ocorrer por acidente ou pelo descarte de mercadoria irregular para evitar flagrantes.

+ Bahia vive apreensão e incerteza com chegada de petróleo a costa

“O tráfico de combustível é uma das cinco atividades ilícitas mais lucrativas, atrás de drogas, armas, pessoas e animais”, diz o especialista venezuelano Rafael Villa, do Instituto de Relações Internacionais da USP. “E sabemos que na Venezuela um dos graves problemas é o contrabando de combustível.”

Patrulha

Em nota, a Marinha disse que realiza rotineiramente “patrulhas e inspeções navais”, incluindo ações contra delitos ambientais. E lembra ainda que o Brasil participa de grupos de trabalho internacionais que acompanham o tráfego marítimo. “Os pontos considerados mais sensíveis são as ‘novas ameaças’, como pirataria, terrorismo e acidentes ambientais.”

Must Read

Elirio Dambros fala sobre prós e contras do uso de fraldas descartáveis

Que as fraldas descartáveis vieram para facilitar a vida dos pais, disso ninguém tem dúvida. No entanto, ainda se investiga os impactos causados pelo seu uso na saúde...

Toguro do Sport? Influencer exibe faixa do Leão da Ilha em partida do Brasil na Copa do Mundo

Influencer foi um dos mais compartilhados no ano, com vídeos motivacionais em situações inusitadas Um personagem que marcou a internet em 2022 conquistou os torcedores...

Nome de Gilson Machado já é favorito para disputa municipal em 2024

O atual diretor-presidente da Embratur e ex-Ministro do Turismo segue sendo principal referência em apoio, fidelidade e alinhamento com Bolsonaro, para os conservadores no...

Brasil vence a Suíça e está classificado para as oitavas de final da Copa do Mundo

Vitória contra a Suíça fez o Brasil garantir matematicamente a classificação para as oitavas de final O Brasil já garantiu vaga nas oitavas de final...

Alerta laranja de perigo de chuvas intensas em Afrânio e Petrolina

Os municípios de Afrânio e Petrolina estão em alerta laranja de perigo potencial de chuvas intensas, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), previsão...