Início Esporte Quem é quem no River Plate? Cinco pilares do adversário do Flamengo...

Quem é quem no River Plate? Cinco pilares do adversário do Flamengo na final da Libertadores – globoesporte.com

Armani; Montiel, Lucas Martínez, Pinola e Casco; Enzo Pérez, Palacios, Ignácio Fernández e De La Cruz; Borré e Matías Suárez. Se tudo estiver nos conformes até o dia 23 de novembro, esse deve ser o time que Marcelo Gallardo vai mandar a campo para a final da Libertadores entre River Plate e Flamengo. Foi justamente com esses 11 jogadores que o maior técnico da história do time argentino despachou o Boca na semifinal e garantiu as passagens para Santiago. No comando do River desde 2014, Gallardo vai para a terceira final de Libertadores na carreira, todas pelo clube argentino. Conhecedor dos “Millonarios” desde os tempos de jogador, o técnico tem uma base sólida bem formada e só perdeu três jogadores do time titular se comparado com o ano passado, quando foi campeão em cima do Boca Juniors em Madri.

Então, para tentar destrinchar um pouco sobre o poderoso River Plate de Marcelo Gallardo, o GloboEsporte.com decidiu contar um pouco dos principais jogadores desse time. Para isso, foi escolhido cinco jogadores que podem ser considerados como pilares do finalista da Libertadores

Armani, 33 anos – goleiro

Com história no futebol colombiano, Franco Armani conquistou a Libertadores de 2016 com o Atlético Nacional e em 2018 levantou a taça novamente, já com o River desta vez. No clube desde 2017, o goleiro argentino tem seguidas convocações no currículo e atuação pela seleção da Argentina na Copa do Mundo na Rússia e também na Copa América no Brasil.

Na Libertadores deste ano, Armani esteve em campo 10 das 12 partidas disputadas pelo River e tem uma média de um gol sofrido a cada dois jogos. Na disputa de pênaltis com o Cruzeiro pelas oitavas de final deste ano, ele defendeu as cobranças de Henrique e David.

Pinola, 36 anos – zagueiro

Capitão nos jogos da semifinal contra o Boca Juniors, Pinola é outro remanescente da conquista da Libertadores de 2018. O camisa 22 teve uma extensa carreira na Europa, onde jogou por Atlético de Madrid e Nuremberg, da Alemanha. Pinola já jogou pelo River, mas ficou apenas uma temporada (2004/05) e a partir do ano seguinte passou os 10 anos que viriam no Velho Continente.

Com ele em campo, o River Plate teve três vitórias, quatro empates e uma derrota. Pinola marcou um dos gols da vitória por 2 a 0 em cima do Palestino, ainda na fase de grupos.

Enzo Pérez, 33 anos – volante

Comandado por Jorge Jesus enquanto esteve no Benfica, o volante elogiou o treinador do Flamengo, a quem chamou de “monstro taticamente”. Atuando como primeiro cabeça de área graças ao “Mister”, o experiente jogador chegou a ser vice-campeão na Copa do Mundo no Brasil. O camisa 24 tem duas conquistas da Libertadores (2009 com o Estudiantes e 2018 com o River) e atuou também pelo Valencia, da Espanha.

Na Libertadores deste ano, Enzo Pérez esteve presente em 11 das 12 partidas do River. Perdeu apenas o jogo de volta das quartas de final contra o Cerro Porteño porque estava suspenso graças ao terceiro amarelo que recebeu. Inclusive, desde que o River passou para as oitavas, todo jogo o volante é punido com cartão.

Jogador mais valioso do elenco, Exequiel Palacios é formado nas categorias de base do River Plate, com valor de mercado estipulado em 20 milhões de euros (R$ 89,73 mi). Recebeu as primeiras convocações para a seleção argentina em setembro do ano passado.

Palacios perdeu as quatro primeiras rodadas da Libertadores porque esteve machucado. Mas desde que voltou não saiu mais. O jovem de 21 anos marcou dois gols na competição: um no empate em 2 a 2 contra Internacional e outro no jogo de ida contra o Cerro Porteño, vencido por 2 a 0.

Borré, 24 anos – atacante

Contratado há dois anos pelo River depois de uma passagem sem sucesso na Espanha, o colombiano foi revelado pelo Deportivo Cali e participou da Copa do Mundo Sub-20 em 2015. Foi dos pés dele que saiu o primeiro gol da vitória em cima do Boca na partida de ida da semifinal após cobrança de pênalti.

Apesar de ter marcado contra o maior rival do River, Borré não é um atacante de muitos gols (nem seu companheiro de ataque, Matías Suárez). Além do gol diante do Boca, o colombiano só balançou a rede mais uma vez na competição, na vitória em cima do Cerro Porteño.

Must Read

Convidado para início do Espanhol, Luva de Pedreiro é “apresentado” no Atlético de Madrid

Influenciador digital está em viagem à Europa e pagou de novo reforço dos Colchoneros, com direito a fotos nos vestiários e nas arquibancadas do...

Ato pela democracia recorda mortos na ditadura, pede respeito ao sistema eleitoral e leva multidão ao Centro de SP

Evento reuniu milhares dentro e fora da Faculdade de Direito da USP. No salão nobre, ex-ministro José Carlos Dias leu carta 'Em Defesa da...

Marília Arraes apresenta o “Maria da Penha nas Escolas” e medidas de combate à violência contra a mulher durante sabatina na Rádio Jornal

Durante uma sabatina realizada pela Rádio Jornal, na manhã desta quinta-feira, no Recife, a candidata ao Governo de Pernambuco Marília Arraes apresentou às mulheres...

Jarbas Filho intensifica agenda na região metropolitana do Recife

Político tem realizado diversas visitas em bairros da capital pernambucana. Por onde passa, o candidato a deputado estadual Jarbas Filho (PSB) tem sido muito bem...

Festa de Setembro movimentará cerca de R$ 15 milhões em Serra Talhada

Maior evento do calendário festivo de Serra Talhada, a Festa de Setembro 2022 já vem aquecendo o comércio e movimentando a economia da cidade,...