Início Brasil Presidente de Belarus repudia críticas da comunidade internacional à sua posse

Presidente de Belarus repudia críticas da comunidade internacional à sua posse

Aleksander Lukashenko foi criticado pela comunidade internacional por sua sexta posse presidencial de Belarus, na última quarta-feira, 23, em cerimônia que provocou violentos confrontos entre a polícia e manifestantes. Hoje, o mandatário repudiou o discurso de quem não o reconhece como maior líder do país europeu. “Eles gritam que não nos reconhecem. Não pedimos a ninguém que reconheça ou não as nossas eleições, que reconheça ou não reconheça a legitimidade do presidente reeleito”, disse Lukashenko em um evento na Embaixada da China em Minsk, informou a agência oficial “Belta”. Lukashenko, que tomou posse em cerimônia não anunciada com antecedência, enfatizou que “o importante” é que o ato esteja “em conformidade com a Constituição”. “Na minha opinião, de acordo com a lei, Belarus não deve nada aos países ocidentais e também não tem que avisar ninguém. É um assunto interno de nosso país”, analisou.

O mandatário também negou que o evento fosse clandestino, já que quase 2.000 pessoas foram convidadas, mas não os embaixadores dos países com delegações em Minsk. Estados Unidos, Alemanha, Polônia, República Tcheca, Ucrânia, Lituânia, Letônia e Estônia se recusaram na quarta-feira a reconhecer a posse de Lukashenko, acusando-o de manipular os resultados eleitorais e de reprimir violentamente os protestos pacíficos contra o governo. A União Europeia (UE) anunciou nesta manhã que não reconhece a posse de Lukashenko como presidente de Belarus por causa dos “resultados falsificados” nas eleições presidenciais realizadas em 9 de agosto. “A UE não reconhece os resultados falsificados. A chamada ‘posse’ em 23 de setembro e o novo mandato reivindicado por Alexander Lukashenko carecem de toda a legitimidade democrática”, disse o alto representante da UE para a Política Externa, Josep Borrell.

O Ministério das Relações Exteriores de Belarus emitiu nesta quinta-feira uma declaração na qual assegura que a condenação de “alguns” países ocidentais não reflete a opinião da “grande maioria” da comunidade internacional. Segundo o Ministério do Interior, quase 400 pessoas foram presas ontem, em Minsk e em outras cidades, durante os protestos, que foram reprimidos pela polícia.

*Com informações da Agência EFE

Must Read

Pernambuco já realizou mais de 1,8 mil testes de Covid-19 nos jogos de futebol

Com a liberação da presença de torcida nos jogos de futebol profissional em Pernambuco, a testagem para a doença é fundamental para o monitoramento...

Marília Mendonça e Maiara e Maraisa estrelam campanha na Times Square

As patroas deslancharam para o mundo! Nesta quinta (21), Marília Mendonça e a dupla Maiara e Maraísa estamparam um telão na Times Square, principal...

Com propostas em mãos, ex-auxiliar do Real Madrid e ex-técnico do Flu está muito próximo de acertar com time brasileiro

O treinador fez grande trabalho no Palmeiras e chegou a ser auxiliar de Luxemburgo no Real Madrid De volta ao futebol brasileiro, o técnico Paulo Campos já...

Palas Pinho 20 anos de carreira no movimento brega

Palas Pinho uma das artistas mais respeitadas e querida do cenário musical Pernambucano, completa 20 anos de carreira no movimento brega, em 2001 ela implaca...

Secretaria do Trabalho estadual abre inscrições para Fenearte 2021

Quatro estandes serão disponibilizados para empreendimento solidários num dos espaços mais nobres da cultura pernambucana A Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco abre,...