Início pernambuco Pernambuco volta a registrar alta no número semanal de novos casos de...

Pernambuco volta a registrar alta no número semanal de novos casos de Covid-19


Estado reduzia total de casos em sete dias nas últimas três semanas. Entre o domingo (14) e este sábado (20), foram 6.447 confirmações da doença. Número de casos confirmados por semana em Pernambuco desde o começo da pandemia
Reprodução/TV Globo
Pernambuco voltou a registrar alta no número semanal de casos confirmados de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, em meio ao processo de reabertura das atividades econômicas. Nas três semanas anteriores, o estado vinha registrando diminuição desse número. Entre o domingo (14) e este sábado (20), foram 6.447 confirmações da doença.
Veja os serviços afetados por medidas restritivas
Saiba o que é #FATO ou #FAKE sobre o coronavírus
Coronavírus: confira perguntas e respostas
O maior número de casos registrados em uma semana no estado foi entre os dias 17 e 23 de maio, com 8.298 novas pessoas com a doença. Nesse período, foi decretada quarentena mais rígida por 15 dias no Recife e outras quatro cidades da Região Metropolitana e os números começaram a diminuir, até esta semana.
Pernambuco ultrapassa 50 mil casos de Covid-19
Somente neste sábado (20), a Secretaria Estadual de Saúde contabilizou 1.398 novos casos de Covid-19, maior número registrado desde o dia 29 de maio, quando foram registrados 1.542 casos em um único dia.
Desde o começo da pandemia, em março, a maior confirmação de casos em um dia foi registrada em 16 de maio, quando foram 2.279 pacientes.
Neste sábado (20), as praias e parques do Recife foram liberados para exercícios individuais. Mesmo com o banho de mar proibido, muitas pessoas foram vistas entrando na água em Boa Viagem, na Zona Sul da capital (veja vídeo abaixo).
Praias são reabertas para exercícios e recifenses aproveitam o mar, desrespeitando regras
Reabertura
O processo de flexibilização das atividades econômicas no estado foi iniciado no começo de junho, com liberação da construção civil e comércio atacadista, mas não tem sido o mesmo em todas as regiões. Cada etapa é ditada pelo monitoramento de número de casos.
Oitenta e cinco municípios do Agreste e da Zona da Mata de Pernambuco não avançaram para a terceira etapa do Plano de Convivência com a Covid-19, iniciada na segunda-feira (15), porque não mostraram tendência de queda do número de casos. Nessa fase, puderam abrir o comércio de rua e atividades como salões de beleza.
Essas cidades também não vão para a próxima etapa, que é a reabertura para clientes dos shoppings e grandes lojas, bem como podem ser retomadas as celebrações religiosas presenciais em templos e igrejas, a partir da segunda-feira (22).
Passageiros enfrentam longas esperas e coletivos lotados em dia de protesto de rodoviários
Também a partir de segunda, os supermercados da capital não precisam mais limitar os estacionamentos, nem a entrada de pessoas de uma mesma família. Entretanto, a lotação segue restrita a 50% da capacidade dos locais e medidas de distanciamento precisam ser respeitadas.
Desde o início da retomada das atividades, um dos problemas mais frequentes no Grande Recife foi a superlotação de ônibus. Mesmo com reforço na frota, a retomada de mais setores na segunda-feira (15) foi marcada por mais dificuldades para quem depende do transporte (veja vídeo acima).
Projeções
Pesquisadores de PE e dos EUA apontam que números de casos e mortes devem voltar a crescer
Projeções do Instituto de Métricas e Avaliação da Saúde (IHME) da Universidade de Washington, no oeste dos Estados Unidos, mostram que Pernambuco pode ter cerca de 8 mil mortes por Covid-19 no dia 4 de agosto (veja vídeo acima). De acordo com o estudo, divulgado nesta semana, o número de mortes segue uma tendência de queda, mas pode começar a subir novamente a partir da primeira quinzena de julho
As previsões são coordenadas pelo médico Theo Vos, que é doutor em Epidemiologia e Economia da Saúde. Ele afirma que os dados são previsões e que contêm uma margem de erro que faz o valor variar para mais ou para menos, ou seja, poderiam ser entre 6 mil e 11,6 mil.
Em entrevista à TV Globo, o médico demonstrou preocupação com a situação dos ônibus lotados na Região Metropolitana durante o processo de reabertura. Ele afirmou que é importante as autoridades estarem atendas à variação dos números e perceberem quando houver aumento da quantidade de pessoas doentes.
Initial plugin text

Must Read

Varíola de macaco: pesquisador da Fiocruz diz que momento é de cautela

Nas últimas semanas, o aumento de casos de pessoas diagnosticadas com varíola de macaco (Monkeypox, em inglês) vem aumentando no mundo inteiro.

De Bruyne é eleito o melhor jogador da Premier League 2021/22

A Premier League ainda aguarda ansiosamente a rodada final da temporada, para saber se o troféu ficará com Manchester City ou Liverpool....

Felippe Valadão é acusado de atacar religiões de matriz africana

O pastor Felippe Valadão, líder da Lagoinha Niterói, foi acusado de ter atacado religiões de matriz africana em um evento oficial de Itaboraí,...

Suspeita de envenenar enteados postou vídeos de oração por jovem morta

Acusada de envenenar os enteados, Cíntia Mariano Dias Cabral, de 49 anos, chegou a postar vídeos pedindo oração e desejos de melhoras...

Cantor gospel Jairo Bonfim sofre acidente de carro

O cantor gospel Jairo Bonfim sofreu um acidente de carro na manhã desta quinta-feira (19). O veículo, onde ele estava, bateu em um animal...