Início Lula “Luta pela reconstrução da democracia passa pela libertação de Lula”, diz João

“Luta pela reconstrução da democracia passa pela libertação de Lula”, diz João

No dia que os olhos do país se volta para a retomada do julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) para a votação que pode alterar condenações em que os réus delatados apresentaram considerações finais antes dos réus delatores no processo, o deputado federal João Daniel (PT/SE) fez discurso no plenário da Câmara, na sessão desta quinta-feira, dia 26, para dizer que há uma grande expectativa e esperança de que se faça justiça e respeito à Constituição no julgamento referente ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O parlamentar ressaltou que neste caso não são apenas as denúncias da oposição e dos advogados de Lula que colocam em xeque o julgamento do ex-presidente, mas as revelações feitas por um dos maiores jornalistas da atualidade no mundo, Glenn Greenwald, do site Intercept Brasil, que tem mostrado as articulações para a condenação de Lula.

“Aguardamos que o STF, a nossa Corte maior, faça justiça. Precisamos que a justiça seja feita e que haja a libertação do presidente Lula. Nada mais importante do que as denúncias que foram feitas pelo presidente Lula, seus advogados, pelos partidos de oposição e por aqueles que fazem neste Congresso Nacional e no Brasil a defesa da democracia que exigem e que a nossa Constituição sempre seja respeitada e cumprida”, disse.

Segundo João Daniel, o Intercept Brasil, junto com outros veículos de comunicação, todas as semanas tem revelado o que foram, verdadeiramente, as conversas e as ações dos procuradores federais, sob a liderança de Deltan Dallagnol e o ex-juiz e hoje ministro da Justiça Sérgio Moro. “Moro e Dallagnol orquestraram, organizaram todo um processo criminoso contra o presidente Lula. Por isso ele precisa, urgentemente, que o seu processo seja extinto e haja um novo julgamento imparcial, justo”, afirmou.

O parlamentar lembrou que, desde o primeiro momento, o presidente Lula não aceitou nenhum tipo de negociação – ele poderia ter ido para uma Embaixada, se exilado –, ele tinha compreensão do processo político vivido no Brasil, mas não se recusou, em nenhum momento, a dar qualquer depoimento que a justiça brasileira quisesse. “A única coisa que o presidente exige é que a justiça e a Constituição sejam respeitadas”. No entanto, acrescentou João Daniel, vê-se claramente os motivos pelos quais houve a prisão do presidente Lula: para retirá-lo da candidatura à presidência da República.

Golpe continuado

Para ele, o Brasil precisava completar um grande golpe, iniciado com a retirada à força da presidenta Dilma Rousseff, o grande golpe aprovado no plenário da Câmara. “Três das grandes medidas contra o povo brasileiro, que foram os grandes objetivos de todo coração no impeachment da presidenta Dilma: a reforma trabalhista, que destruiu os direitos sagrados da classe trabalhadora; a emenda constitucional 95, essa vergonhosa emenda aprovada pelo Congresso Nacional que faz com que, durante 20 anos, os investimentos em saúde, educação e todas as áreas sociais sejam congelados, tendo apenas a correção da inflação; e a reforma da Previdência, que é a destruição do direito à aposentadoria sagrada do povo brasileiro”, analisou o deputado.

Na avaliação de João Daniel, o Governo Bolsonaro vem implementando todas essas maldades contra o povo trabalhador brasileiro porque está a serviço da elite brasileira, da Fiesp e dos bancos, que continuam cada vez mais crescendo. “E para o povo trabalhador apenas se discute duas coisas: cadeia e mais leis, E aí vem com Pacote Anticrime, com tantas fantasias para tentar enganar o povo brasileiro para manter esse atual modelo concentrador, que é o modelo capitalista, com grande parte do Congresso Nacional apoiando, levando ao aumento das desigualdades e da miséria no país”, ressaltou.

Para o parlamentar, a luta do povo brasileiro pela reconstrução da democracia passa pela liberdade imediata do presidente Lula, pela extinção e anulação deste processo e por um novo julgamento isento, imparcial, por uma Justiça justa. “E passa também por um projeto de desenvolvimento nacional e de respeito às empresas e aos bancos estatais e de um novo projeto para o Brasil”, frisou João Daniel.

Por Edjane Oliveira

Foto assessoria

 

 

Must Read

Pernambuco já realizou mais de 1,8 mil testes de Covid-19 nos jogos de futebol

Com a liberação da presença de torcida nos jogos de futebol profissional em Pernambuco, a testagem para a doença é fundamental para o monitoramento...

Marília Mendonça e Maiara e Maraisa estrelam campanha na Times Square

As patroas deslancharam para o mundo! Nesta quinta (21), Marília Mendonça e a dupla Maiara e Maraísa estamparam um telão na Times Square, principal...

Com propostas em mãos, ex-auxiliar do Real Madrid e ex-técnico do Flu está muito próximo de acertar com time brasileiro

O treinador fez grande trabalho no Palmeiras e chegou a ser auxiliar de Luxemburgo no Real Madrid De volta ao futebol brasileiro, o técnico Paulo Campos já...

Palas Pinho 20 anos de carreira no movimento brega

Palas Pinho uma das artistas mais respeitadas e querida do cenário musical Pernambucano, completa 20 anos de carreira no movimento brega, em 2001 ela implaca...

Secretaria do Trabalho estadual abre inscrições para Fenearte 2021

Quatro estandes serão disponibilizados para empreendimento solidários num dos espaços mais nobres da cultura pernambucana A Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco abre,...