Início pernambuco Lawfare: partido França Insubmissa denuncia perseguição política contra Mélenchon

Lawfare: partido França Insubmissa denuncia perseguição política contra Mélenchon

São Paulo (Brasil)2019-09-17T19:39:00+0000

O partido de esquerda França Insubmissa denunciou nesta terça-feira (17/09) que o líder da legenda, Jean-Luc Mélenchon, é alvo de uma perseguição política e linchamento midiático. Em comunicado, o partido de esquerda afirmou que Mélenchon e outros integrantes são vítimas do chamado “lawfare”, termo utilizado para descrever o uso da justiça como instrumento para neutralizar oponentes.

A denúncia da França Insubmissa vem como rechaço a um processo judicial que começará nesta quinta-feira (19/09) em Bobigny, município que fica no departamento de Sena-Saint Denis, no qual o dirigente de esquerda e vários correligionários enfrentarão acusações como “intimidação contra autoridade judicial, rebelião e provocação”, após uma ordem busca e apreensão cumprida em outubro do ano passado na sede do partido.

De acordo com a legenda, querem acusar os militantes de violência com ajuda de manipulação, após a divulgação de apenas trechos específicos de um vídeo gravado no momento em que policiais revistam o local.

Os advogados de Mélenchon exigiram as imagens completas e nunca as obtiveram, até que o veículo de comunicação que havia gravado publicou todas na íntegra.

O próprio líder do partido afirmou que é alvo de uma “execução política” e alertou para o fato de que pode sair do julgamento em Bobigny condenado a 10 anos de prisão e uma multa de 150 mil euros.

“A intenção é nos afetar o máximo de tempo possível. Uma representação que precede uma execução política quer estamos condenados previamente”, disse Mélechon em entrevista ao Le Journal du Dimanche.

O França Insubmissa convocou protestos para o dia do julgamento e irá acontecer em diversos pontos do país. A organização do partido afirmou que as manifestações se colocarão contra “a instrumentalização da justiça para fins políticos”.

Durante uma viagem recente pela América Latina, Mélenchon visitou o ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva na sede da Polícia Federal em Curitiba, onde o petista está preso desde abril de 2018. “Todos sabem que Lula está preso por motivos políticos”, disse o francês após a reunião.

*Com Prensa Latina

Apoie Opera Mundi com uma assinatura solidária.

Must Read

Novo guia do Coronel Alberto Feitosa mostra imagens do Coronel e do Capitão como militar

O guia exibido nesta semana traz imagens de Jair Bolsonaro e do deputado Alberto Feitosa em momentos paralelos da carreira militar e da vida...

Em vídeo, Charlles revela que já recebeu várias propostas para comprar ‘lotes de votos’ em municípios pernambucanos

Na última quarta-feira, 21 de setembro, um vídeo publicado por Charlles e Tiringa no canal Comédia Selvagem tem gerado repercussão, principalmente pelo fato de...

Maria Arraes participa de grande ato político com vereadores de Ipojuca

A candidata a deputada federal, Maria Arraes, participou de um grande ato político em Ipojuca na noite desta quinta-feira (22), promovido pelos vereadores Deoclécio...

Datafolha: Com 50% dos votos válidos, Lula amplia chance de vencer no 1º turno

O Instituto Datafolha divulgou, na noite desta quinta-feira (22), uma nova rodada da pesquisa que analisa a preferência dos eleitores em relação aos candidatos...

Parque Capibaribe tem nova etapa de obra iniciada

Bloco contempla a urbanização do Cais da Vila Vintém, na Zona Norte, e o Cais do Caiara, na Zona Oeste do Recife. O Parque Capibaribe,...