Início pernambuco Lawfare: partido França Insubmissa denuncia perseguição política contra Mélenchon

Lawfare: partido França Insubmissa denuncia perseguição política contra Mélenchon

São Paulo (Brasil)2019-09-17T19:39:00+0000

O partido de esquerda França Insubmissa denunciou nesta terça-feira (17/09) que o líder da legenda, Jean-Luc Mélenchon, é alvo de uma perseguição política e linchamento midiático. Em comunicado, o partido de esquerda afirmou que Mélenchon e outros integrantes são vítimas do chamado “lawfare”, termo utilizado para descrever o uso da justiça como instrumento para neutralizar oponentes.

A denúncia da França Insubmissa vem como rechaço a um processo judicial que começará nesta quinta-feira (19/09) em Bobigny, município que fica no departamento de Sena-Saint Denis, no qual o dirigente de esquerda e vários correligionários enfrentarão acusações como “intimidação contra autoridade judicial, rebelião e provocação”, após uma ordem busca e apreensão cumprida em outubro do ano passado na sede do partido.

De acordo com a legenda, querem acusar os militantes de violência com ajuda de manipulação, após a divulgação de apenas trechos específicos de um vídeo gravado no momento em que policiais revistam o local.

Os advogados de Mélenchon exigiram as imagens completas e nunca as obtiveram, até que o veículo de comunicação que havia gravado publicou todas na íntegra.

O próprio líder do partido afirmou que é alvo de uma “execução política” e alertou para o fato de que pode sair do julgamento em Bobigny condenado a 10 anos de prisão e uma multa de 150 mil euros.

“A intenção é nos afetar o máximo de tempo possível. Uma representação que precede uma execução política quer estamos condenados previamente”, disse Mélechon em entrevista ao Le Journal du Dimanche.

O França Insubmissa convocou protestos para o dia do julgamento e irá acontecer em diversos pontos do país. A organização do partido afirmou que as manifestações se colocarão contra “a instrumentalização da justiça para fins políticos”.

Durante uma viagem recente pela América Latina, Mélenchon visitou o ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva na sede da Polícia Federal em Curitiba, onde o petista está preso desde abril de 2018. “Todos sabem que Lula está preso por motivos políticos”, disse o francês após a reunião.

*Com Prensa Latina

Apoie Opera Mundi com uma assinatura solidária.

Must Read

Varíola de macaco: pesquisador da Fiocruz diz que momento é de cautela

Nas últimas semanas, o aumento de casos de pessoas diagnosticadas com varíola de macaco (Monkeypox, em inglês) vem aumentando no mundo inteiro.

De Bruyne é eleito o melhor jogador da Premier League 2021/22

A Premier League ainda aguarda ansiosamente a rodada final da temporada, para saber se o troféu ficará com Manchester City ou Liverpool....

Felippe Valadão é acusado de atacar religiões de matriz africana

O pastor Felippe Valadão, líder da Lagoinha Niterói, foi acusado de ter atacado religiões de matriz africana em um evento oficial de Itaboraí,...

Suspeita de envenenar enteados postou vídeos de oração por jovem morta

Acusada de envenenar os enteados, Cíntia Mariano Dias Cabral, de 49 anos, chegou a postar vídeos pedindo oração e desejos de melhoras...

Cantor gospel Jairo Bonfim sofre acidente de carro

O cantor gospel Jairo Bonfim sofreu um acidente de carro na manhã desta quinta-feira (19). O veículo, onde ele estava, bateu em um animal...