Início Brasil Lançamentos no setor imobiliário na cidade de São Paulo crescem em agosto

Lançamentos no setor imobiliário na cidade de São Paulo crescem em agosto

O home office despertou novos hábitos e necessidades de moradia, como a preferência por imóveis maiores para enfrentar o isolamento social ou a busca por aluguéis mais baratos em decorrência da perda de renda. Além disso, os juros menores criaram terreno favorável à concessão de crédito e à reabilitação desse tipo de negócio como opção viável de investimento. Com isso, passado o mês de abril, considerado o fundo do poço da economia em meio à crise sanitária, o mercado imobiliário não só começou a se recuperar das perdas registradas a partir da segunda metade de março, como vendeu mais do que no mesmo período de 2019.

De acordo com o Sindicato da Construção Civil (Secovi-SP), no mês de julho houve aumento de 20% nas vendas do setor imobiliário com relação a julho do ano passado. A expectativa é ainda maior para o mês de agosto, em que a estimativa de crescimento é de 30% em comparação com o mesmo período de 2019. Basílio Jafet, presidente do Secovi-SP, diz que a expectativa é de que os próximos meses sejam tão bons quanto julho e agosto. “Efetivamente, a partir de julho sentimos uma recuperação muito grande, a demanda reprimida dos meses anteriores aconteceu e tivemos um julho excepcional. Agosto não temos os números definitivos, mas o que as sondagens mostram é que foi um período muito bom”, afirma. A partir da liberação para abertura gradual dos estandes de vendas, no início de junho, quem fez lançamentos diz ter conseguido bons resultados. A gerente de marketing da Exto Incorporação e Construção Flavia Matos diz que o resultado em julho foi histórico para a empresa em São Paulo e que o desempenho foi bom em todos os segmentos. “Hoje, se eu for comparar 2019 até o ano de setembro e 2020, nós já alcançamos os números do ano passado. A gente sentiu muitas visitas nos plantações, principalmente para apartamentos maiores.”

O ex-jogador de futebol Danilo Bueno, que teve passagem no Bragantino, Botafogo de São Paulo e Portuguesa, optou por comprar um apartamento na região do Real Parque durante a pandemia. “Primeiramente devido  taxa Selic ter caído muito, optamos pela compra do imóvel, estamos muito felizes. Outra coisa que nos fez pensar foi a localização, querendo ou não queremos um lugar mais próximo do trabalho da minha esposa”, afirma. Nas locações, houve aumento de 7% no total de contratos fechados. Segundo o Conselho regional de Fiscalização do profissional Corretor de Imóveis (Creci-SP), porém, o total de imóveis alugados que foram devolvidos ultrapassou em 38% o número de contratações. Na capital, foi mais do que o dobro.

*Com informações do repórter Victor Moraes

Must Read

Pernambuco já realizou mais de 1,8 mil testes de Covid-19 nos jogos de futebol

Com a liberação da presença de torcida nos jogos de futebol profissional em Pernambuco, a testagem para a doença é fundamental para o monitoramento...

Marília Mendonça e Maiara e Maraisa estrelam campanha na Times Square

As patroas deslancharam para o mundo! Nesta quinta (21), Marília Mendonça e a dupla Maiara e Maraísa estamparam um telão na Times Square, principal...

Com propostas em mãos, ex-auxiliar do Real Madrid e ex-técnico do Flu está muito próximo de acertar com time brasileiro

O treinador fez grande trabalho no Palmeiras e chegou a ser auxiliar de Luxemburgo no Real Madrid De volta ao futebol brasileiro, o técnico Paulo Campos já...

Palas Pinho 20 anos de carreira no movimento brega

Palas Pinho uma das artistas mais respeitadas e querida do cenário musical Pernambucano, completa 20 anos de carreira no movimento brega, em 2001 ela implaca...

Secretaria do Trabalho estadual abre inscrições para Fenearte 2021

Quatro estandes serão disponibilizados para empreendimento solidários num dos espaços mais nobres da cultura pernambucana A Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco abre,...