Início Policia 'Fechou a minha boca e apertou meu pescoço', diz vítima de homem...

‘Fechou a minha boca e apertou meu pescoço’, diz vítima de homem que forjou o próprio sequestro

Segundo Varli da Silva, homem invadiu sua casa, em Jaboatão, dizendo que iria matá-la. ‘Ele me xingou e foi logo me esbofeteando’, conta. Suspeito foi preso e confessou o crime.

Após ser agredida em casa por Jonas Araújo de Melo, de 38 anos, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, a idosa Varli Fernandes da Silva, de 61 anos, contou à polícia que foi asfixiada pelo homem, que só saiu da residência quando achou que ela estava morta. Dias depois, ele forjou o próprio sequestro para extorquir R$ 30 mil dos próprios familiares.

Em parte do depoimento de Varli, divulgado pela Polícia Civil nesta segunda (7), a idosa relata ter sido fortemente espancada. “Ele chegou, me espancou e depois saiu. Achei que ele fosse buscar uma arma, mas ele voltou e me bateu de novo”, conta.

O caso aconteceu no dia 13 de setembro. Jonas foi preso no dia 2 de outubro após forjar um auto sequestro. À Polícia Civil, ele assumiu tanto o espancamento quanto a armadilha.

Varli foi encontrada agonizando no chão dois dias após ser agredida. Ela conta que estava sozinha em casa quando Jonas apareceu anunciando que iria matá-la.

“Ele me xingou e foi logo me esbofeteando. Colocou a mão no meu nariz para me sufocar, fechou a minha boca e apertou meu pescoço. Eu segurei os dedos dele nos dentes”, lembra.

Ainda segundo o relato da idosa, o rapaz teria fugido ao pensar que ela estava morta. “Meus olhos logo incharam, fiquei com dificuldade para enxergar. Ele me chutou e foi embora”, conta.

De acordo com o delegado Claudio Neto, responsável pela investigação do caso, um mandado de prisão foi expedido em caráter sigiloso no dia seguinte à agressão.

Sequestro forjado

Poucos dias depois da agressão, Jonas entrou em contato com os próprios familiares pelo Facebook, dizendo que havia sido sequestrado e que precisava de R$ 30 mil para ser liberado. Caso contrário, a família seria toda assassinada, segundo o rapaz.

Ao receber as mensagens de Jonas, a família entrou em contato com o delegado. Orientada pela polícia, a tia do rapaz fingiu que tinha conseguido parte do montante e marcou um encontro com Jonas. A ação policial que resultou na prisão dele, no bairro de Socorro, em Jaboatão, durou três horas.

Após ser preso, ele confessou a agressão e o falso sequestro. Depois de ser interrogado, foi levado ao Centro de Observação Criminológica e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife.

Must Read

Na Anatel, André Ferreira recebe compromisso de ampliação do serviço de telefonia em 50 municípios do interior do Estado

Na Anatel, André Ferreira conquista ampliação do serviço de telefonia em 50 municípios do interior do Estado. O deputado federal André Ferreira (PSC-PE) se reuniu...

Municípios do Sertão avançam no Plano de Convivência

Nas gerências regionais com sedes em Arcoverde, Afogados da Ingazeira e Serra Talhada, estabelecimentos poderão funcionar até às 20h   O Governo de Pernambuco, após análise...

Agrestina vivencia São João “Cada qual na sua casa” com forró volante pelas ruas da cidade e vilas

Neste ano de 2021 o tradicional São João de Agrestina será diferente, com “Cada qual na sua casa”. Esse foi o tema escolhido pela...

SÃO JOÃO EM CASA

Elba Ramalho, Mastruz, Limão com Mel: confira 11 lives para assistir no São João Bohemia

Itália dispensará uso obrigatório de máscara ao ar livre a partir do dia 28

Após ter sido um dos primeiros países a viver a realidade do coronavírus e entrar em crise sanitária, chegou a vez da Itália de...