Início Esporte Como a crise no Chile pode impactar o investidor brasileiro? - Money...

Como a crise no Chile pode impactar o investidor brasileiro? – Money Times

Já são 19 mortes registradas, com 2.840 pessoas detidas e 295 feridas por armas de fogo (Imagem: Bloomberg)

Com o Chileentrando em seu nono dia de protestos, que são crescentes, as preocupações sobre as consequências para a economia da América Latina e do Brasil são crescentes. Já são 19 mortes registradas, com 2.840 pessoas detidas e 295 feridas por armas de fogo.

A estatal Codelco, maior produtora, mundial de cobre, já avisou clientes para se prepararem para atrasos nas entregas. A maioria dos portos segue sem operar pelo segundo dia seguido.

Para entender sobre como esta situação pode chegar aos investidores brasileiros, o estrategista-chefe da Condor Insider, Carlos Herrera ? que é chileno ? deu a sua visão sobre o que pode acontecer e como responder a isso. Confira:

O que aconteceu?

A insatisfação sobre um aumento nas passagens de metrô foi o estopim inicial dos protestos (Imagem: Facebook do Metrô do Chile)

As manifestações começaram na semana passada, com o anúncio do aumento das passagens do metrô. E mesmo depois de o presidente Sebastián Piñera ter voltado atrás e cancelado o aumento, os protestos continuaram.

O Chile, um país reconhecido por ter bons indicadores de governança, expôs suas debilidades e uma grande desigualdade social. Os manifestantes reclamam do alto custo de vida, dos baixos salários e aposentadorias, do sistema de saúde e educação, que não é acessível a todos.

O presidente Sebastián Piñera anunciou um pacote de medidas para tentar acalmar os ânimos e conter as manifestações, mas não foi suficiente. Os protestos continuaram. A população argumenta que nenhuma das medidas anunciadas terá aplicação imediata e que são iniciativas que ainda terão de passar pelo Congresso.

Piñera, presidente do Chile, não conseguiu conter os protestos com um pacote emergencial (Imagem: Facebook de Sebástian Piñera)

Piñera também anunciou neste sábado uma reforma ministerial. Notifiquei todos os meus ministros no sentido de reestruturar um novo gabinete que possa confrontar estas novas exigências, declarou o presidente.

O presidente também disse que o governo está buscando um retorno à normalidade no menor tempo possível, e se as condições dos últimos dias forem as esperadas, retirará o estado de emergência em todo o país neste domingo (27).

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

?Para avançar de maneira pacífica e segura, é essencial recuperar o caminho da normalidade. É por isso que quero anunciar que, se as circunstâncias permitirem, minha intenção é elevar todos os estados de emergência de 24 horas no domingo?, anunciou.

(Com Reuters, Bloomberg e Agência Brasil)

Must Read

Maíra Cardi se pronuncia após PA recusar presente: “Ego bobo”

Nesta sexta-feira (13), a influenciadora Maíra Cardi, de 38 anos, retornou ao Instagram após o seu afastamento, e falou sobre a polêmica com Paulo...

Michelle Barros anuncia saída da Globo: “Aberta ao que vier!”

A jornalista Michelle Barros (42) anunciou sua saída da emissora Globo. Ela integrava a equipe de profissionais em São Paulo e já apresentou diversos...

Pastor morre após ser atingido por bala perdida

Uma troca de tiros envolvendo três criminosos, na noite desta quinta-feira (12), culminou na morte de um pastor evangélico. O caso aconteceu...

Brasiliense Vivi Araújo volta a lutar no UFC neste sábado

Há um ano, a brasiliense Vivi Araújo deixava o octógono do UFC com uma derrota para Katlyn Chookagian, na luta mais dura que fez na organização...

Celular no trânsito: 675 motoristas são multados por dia

A Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet) divulgou um estudo mostrando que, a cada uma hora, são registradas 28 infrações de...