Advogados capixabas citam viés político no pedido da Lava Jato para Lula

“Lula não pode legitimar uma pena que é ilegal”. Ao apontar ilegalidade na pena de 8 anos e 10 meses de prisão imposta ao ex-presidente Lula (PT), o advogado capixaba Gilvan Vitorino, disse que o líder partidário é um preso político e está correto em recusar a transferência do regime fechado para o semiaberto, como pretendem os procuradores da Operação Lava Jato.

Da mesma opinião é a advogada criminalista Elisângela Melo, também do Estado, que ressalta: “Penso que esse pedido só reforça o interesse político dos procuradores no caso do Lula, tanto por se tratar de pedido que não costumam fazer e, segundo os jornais, nunca haviam feito antes, embora em tese pudessem, quanto por aparentar nova queda de braço com a defesa, que tenta junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) a nulidade do processo”. 

© 2018. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Designes e ESC.